Pacientes do Hospital Manoel Victorino são acolhidos por assistentes sociais

O trabalho dos assistentes sociais no ambiente hospitalar muitas vezes facilita o tratamento podendo prevenir complicações futuras. Uma das  vantagens do paciente que tem  disponível em uma instituição de saúde, um assistente social, é que os pacientes e acompanhantes podem   contar com o acolhimento  e um profissional que auxiliará nas questões que estão afligindo o paciente e seus familiares, no momento do adoecimento.

No Hospital Manoel Victorino, o assistente social circula por toda a unidade objetivando  auxiliar em várias etapas dos processos, ouvindo pacientes, familiares, no sentido de esclarecer dúvidas e orientá-los sobre as rotinas do hospital.

A assistente social, Simone Andrade, pontua que o assistente social consegue junto à equipe multiprofissional ser um facilitador / mediador de vários conflitos que podem surgir durante a internação.

“Contar com o acolhimento do assistente social,  e um profissional que auxiliará nas questões que estão afligindo o paciente e seus familiares no momento do adoecimento, faz toda a diferença; a nós,  assistentes sociais, também cabe a função de mediador entre pacientes, familiares e equipe de saúde; visita aos leitos; acompanhamento de altas hospitalares; contato com familiares, outras instituições (prefeituras e hospitais) e o setor de transporte para a viabilização de retorno dos pacientes às suas localidades de origem; orientação e acolhimento familiar em caso de óbito ou quando houver necessidade”.

Um dos principais trabalhos desse profissional no Hospital Manoel Victorino é também  elaborar a avaliação social, que reúne informações necessárias para se traçar o perfil do paciente. Por meio de um questionário, obtém informações importantes que se somarão ao prontuário. É nesse momento que são levantadas questões como: necessidade ou não de acompanhante, se o paciente tem algum tipo de deficiência, se é vítima de violência, as relações familiares, entre outras. O objetivo dessas e de outras abordagens, é facilitar o processo de internação e torná-lo o mais breve possível e com o melhor atendimento.

A  dona de casa, Joana Santos está acompanhando o marido desde sua internação no HMV, há pouco mais de vinte dias e reconhece a importância do Serviço Social. “Desde o primeiro dia, as assistentes sociais estão esclarecendo minhas dúvidas em relação ao estado de meu marido; os momentos das reuniões são ótimos  porque nós acompanhantes ficamos  por dentro de tudo que é acontece com o paciente no hospital e o que o acompanhante ou paciente pode ou não fazer”.

 

 

 

Galeria de Fotos

Share Button
Onde nos encontrar?

Av. Luís Tarquínio Pontes, n° 2576 Edifício Vilas Business, Sala 503, Bairro: Buraquinho, Lauro de Freitas-Bahia, CEP: 42.709-190

E-MAIL exclusivo para IMPRENSA

ibdahcomunicacao@gmail.com

Horário de atendimento

De Segunda a Sexta: 07h às 17h

Siga-nos

© 2017 ibdah - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar.