Colaboradores da UPA de São Marcos atualizam conhecimentos em treinamento

 

Nesta terça-feira, 20, profissionais da Unidade de Pronto Atendimento de São Marcos  tiveram a oportunidade, de mais uma vez, estarem atualizando seus conhecimentos e assim,  ampliarem uma assistência de qualidade aos usuários do SUS.

A direção da Unidade garante que o treinamento é um dos meios de desenvolver competências das pessoas para se tornarem mais produtivas, criativas e inovadoras, a fim de corresponderem aos objetivos organizacionais.

A programação contou com palestras, onde foram abordados, temas como: Relação Interpessoal, Motivação, Autoestima, Higienização das Mãos na Prevenção de Infecções, entre outros.

Maira Andrade, Enfermeira da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH ),  abordou    a importância do ato de higienizar as mãos ,já que, este,  segundo a ANVISA, é o meio mais prático, eficiente e de maior impacto na redução das taxas das Infecções Relacionadas a assistência a saúde.

Ela destaca que os profissionais  que estão direta e indiretamente envolvidos na assistência a saúde, devem  estar cientes de como suas ações preventivas como desinfecção de equipamentos e materiais com solução alcoólica, e o uso frequente do álcool gel antes e depois de realizar todo e qualquer  procedimento de saúde, uso adequado dos EPI’s interferem diretamente na qualidade e na segurança da assistência a saúde.  Ela relata ainda que, os diretores das unidades hospitalares devem enfrentar o desafio de oferecer conhecimento, disponibilizar insumos  e oportunizar crescimento para sua equipe, o que refletirá de maneira positiva na assistência aos pacientes.

Durante o treinamento, a Enfermeira Maíra, enfatizou também que a adesão a higiene de mãos, é um ato  que embora pareça simples, pode salvar vidas, já que reduz a possibilidade dos pacientes adquirirem infecções por meio do cruzamento ( Infecção Cruzada) , atenuando as taxas de letalidade dos mesmos.

A palestrante Amanda Monteiro, Psicóloga Organizacional,  levou para os funcionários da UPA São Marcos, temas relacionados ao dia a dia, como: O Incrível Poder da Motivação, O Papel da Empresa no Estímulo ao Colaborador e os 5 Pilares do Relacionamento Interpessoal no Trabalho.

“Precisamos nos manter motivados, afinal a  vida é feita de fases, se você está numa fase ruim, tenha certeza que ela vai passar; precisamos nos  concentrar  no lado bom da história, procurando, sempre tem um ponto positivo, então,  nos agarremos a ele.  Outra alternativa é  substituir os pensamentos ruins e desanimadores por pensamentos bons e alegres. Quando estiver desanimado(a), se esforce para pensar em coisas agradáveis”.

Sobre o papel da empresa, Monteiro foi enfática, pontuando que a empresa precisa  estimular a reflexão e dar subsídios para que cada colaborador seja automotivado num ambiente que propicie o crescimento através de um bom clima organizacional. “O que recebemos do meio externo são apenas estímulos e incentivos”, disse.

Conhdeça os 5 pilares do Relacionamento Interpessoal no trabalho:

Autoconhecimento – Reconhecer nossos traços de comportamento, o impacto que causamos nos outros e que comportamentos dos outros nos incomodam. Por exemplo: uma pessoa objetiva e dinâmica, que gosta de agir com independência e rapidez para atingir seus objetivos, pode ter conflitos na interação com um colega de perfil mais cauteloso e metódico, que segue regras à risca e tem um ritmo mais lento por se preocupar com detalhes. Porém, se pelo menos um dos dois tiver autoconhecimento, pode utilizar estratégias que minimizam o conflito com o outro.

Empatia – Trata-se de considerar os outros, suas opiniões, sentimentos e motivações. Sem isso, não há como chegar a uma negociação ganha-ganha, fruto de um relacionamento equilibrado. Entre as várias coisas que se pode fazer para praticá-la, a mais básica é saber ouvir.

Assertividade – Para ter relacionamentos saudáveis, não basta ouvir: é preciso também falar, expressar nossas opiniões, vontades, dificuldades. É aí que entra a assertividade, a habilidade para nos expressar de forma franca, direta, clara, serena e respeitosa.

Cordialidade – Tratar as pessoas com cordialidade é ser gentil, solícito e simpático, é demonstrar consideração pelo o outro de várias formas. Pode ser com o “bom dia “obrigado” olhando a pessoa nos olhos, oferecer-se para prestar uma ajuda. A cordialidade desinteressada, que oferecemos por iniciativa própria, sem esperar nada em troca, é um facilitador do bom relacionamento no ambiente de trabalho.

 

 

 

Galeria de Fotos

Share Button
Onde nos encontrar?

Av. Luís Tarquínio Pontes, n° 2576 Edifício Vilas Business, Sala 503, Bairro: Buraquinho, Lauro de Freitas-Bahia, CEP: 42.709-190

E-MAIL: 

institucional@ibdah.org.br

Horário de atendimento

De Segunda a Sexta: 07h às 17h

Siga-nos

© 2017 ibdah - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar.