UPA Viamão faz alerta no Setembro Amarelo com musicoterapia

Profissionais da Unidade de Pronto Atendimento de Viamão continuam dando seguimento ao projeto Musicoterapia com o objetivo de ampliar o acolhimento, humanizando mais o atendimento aos pacientes e acompanhantes.

E para alertar sobre a importância do Setembro Amarelo – uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio, iniciada em 2014 –   a direção da UPA organizou nesta quinta-feira, 10,  ações com orientações e  convidou os músicos: Marcelo Silveira de Souza, Juliano da Silva Rodrigues e Anísio Ribeiro que levaram carinho,  alegria e emoção para todos os presentes na unidade.

Para Luana Oliveira gerente de enfermagem da UPA  todos têm um papel importante e podem salvar vidas. “Na sala de espera falamos sobre o Setembro Amarelo e a importância do apoio para os pacientes que tentam o suicido, afinal, à medida que passamos a entender e multiplicar informações e orientações sobre o assunto, um número maior de  pessoas saberão lidar com a situação ou até mesmo identificar alguns sinais de alerta e vão poder ajudar.”

 

Setembro Amarelo

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo®. O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.

São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 01 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Diversas  mudanças bruscas de hábitos merecem atenção, como isolamento, descuido na aparência, queda no desempenho na escola ou no trabalho, falta de apetite, insônia, deixar de fazer as coisas de que gostava. Importante também ficar atento a comentários como “vou desaparecer”, “vou deixar vocês em paz”, “eu queria poder dormir e nunca mais acordar” e “eu queria morrer”. Nenhum desses detalhes deve ser ignorado, pois pode ser indicação de pedido de socorro.

 

 

 

Galeria de Fotos

Share Button
Onde nos encontrar?

Av. Luís Tarquínio Pontes, n° 2576 Edifício Vilas Business, Sala 503, Bairro: Buraquinho, Lauro de Freitas-Bahia, CEP: 42.709-190

E-MAIL exclusivo para IMPRENSA

ibdahcomunicacao@gmail.com

Horário de atendimento

De Segunda a Sexta: 07h às 17h

Siga-nos

© 2017 ibdah - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar.