Pronto Atendimento de  São Marcos e San Martin desenvolvem ações preventivas para o carnaval

 

Um novo olhar para a promoção da saúde é praticado pelos profissionais das Unidades de Pronto Atendimento de São Marcos e San Martin. Por compreender que a prevenção impacta positivamente no funcionamento,  as equipes dessas unidades continuam  intensificando ações preventivas voltadas para funcionários, pacientes e acompanhantes.

Para o período do carnaval já foi elaborado pela direção um cronograma que envolve distribuição de kits de prevenção, além de palestras e orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis.

O objetivo da ação, segundo os diretores das UPAS é conscientizar as pessoas a se prevenirem de doenças sexualmente transmissíveis, notadamente, HIV e Hepatites Virais, tornando disponível a distribuição gratuita de preservativos e material educativo.

A coordenadora de enfermagem  da UPA  de São Marcos, Vanessa Ribeiro destaca que,  que as  ações educativas e preventivas ajudam os profissionais das unidades a conhecerem seus clientes e ainda prevenir uma série de doenças.

“Com a prevenção, o número de pessoas que procuram  às unidades de saúde, pode ser reduzido e consegue-se evitar doenças,   então, é preciso que tenhamos mais contato com a população para orientá-los sobre prevenção e oferecer serviços de qualidade às pessoas”.

Importante destacar que, assim como a assistência é importante, intensificar o trabalho de prevenção, é necessário nesse período, principalmente, para as gestantes, porque qualquer problema afeta também ao bebê.

ENTENDA – ntomas. As Infecções Sexualmente Transmissíveis são causadas por vírus, bactérias ou outros micro-organismos. Dentre estes destacam-se HIV, sífilis, hepatites, gonorreia, clamídia, herpes genital e o HPV.

A principal via de transmissão é através do contato sexual (oral, vaginal e anal), sem o uso de preservativos, com uma pessoa infectada. Também pode ocorrer a transmissão de mãe para filho durante a gestação, o parto ou a amamentação.

A taxa de detecção de AIDS no Brasil tem apresentado estabilização nos últimos dez anos, com uma média de 20,7 casos/100 mil habitantes, prevalecendo o sexo masculino. Pesquisas apontam que, apesar desta estabilidade, verifica-se um aumento entre adolescentes homossexuais e idosos.

 

Galeria de Fotos

Share Button
Onde nos encontrar?

Av. Luís Tarquínio Pontes, n° 2576 Edifício Vilas Business, Sala 503, Bairro: Buraquinho, Lauro de Freitas-Bahia, CEP: 42.709-190

E-MAIL: 

institucional@ibdah.org.br

Horário de atendimento

De Segunda a Sexta: 07h às 17h

Siga-nos

© 2017 ibdah - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar.