Profissionais do Hospital Regional Costa do Cacau participam de palestra sobre pandemia, trabalho e sofrimento psíquico

 

Na última quinta-feira (29), profissionais do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, participaram de uma palestra ministrada pela psicóloga Juliana Campos sobre pandemia, trabalho e sofrimento psíquico. O encontro, que encerrou o “Abril Pela Segurança do Paciente” na unidade hospitalar, orientou a necessidade de observar questões referentes aos cuidados com a saúde mental.

De acordo com a palestrante, o sofrimento é inerente ao ser humano, em vários momentos da vida e que a pandemia, estatisticamente, já tem causado danos psíquicos, além de outros, nos trabalhadores de saúde. “Os principais sintomas que têm sido apresentados são: o primeiro é a ansiedade, o segundo é a depressão, estes mais frequentes, em seguida outros considerados mais leves, como insônia e estresse. 54% das mulheres e 44% dos homens, que trabalham na saúde, tem apresentado algum tipo de transtorno”, revelou.

Para Juliana Campos é fundamental cuidar da saúde mental do trabalhador e buscar alternativas para atenuar esse sofrimento, cada vez mais existente e acentuado. “Mas o que fazer com essas pessoas que vivem essa realidade, que não tem como mudar. Então, alguns países tiveram estratégias de promoção de saúde mental, outros adotaram o acompanhamento da família desse profissional, principalmente no início da pandemia”, disse.

O papel da Psicologia propõe um cuidado de si, que o trabalhador da saúde precisa primeiro cuidar dele, para depois cuidar do outro e, muitas vezes culturalmente, não é isso que acontece, explica Juliana. “Ele esquece dele próprio e cuida do outro. Então, esse cuidado seria uma descoberta de si mesmo, poder se reinventar diante das situações, ter mais contato com eles mesmos, principalmente saber lidar com as falhas, com as fragilidades, seria uma forma de uma adaptação ao inadaptável. Seria uma forma de poder enfrentar e atenuar melhor o sofrimento psíquico”, avaliou.

Outra questão levantada por participantes da palestra, seria o atendimento com um psicólogo do quadro da unidade, o que poderia dificultar a assistência psicológica, devido à proximidade entre colegas. Diante disso, Juliana Campos sugeriu plataformas de atendimentos on-line de faculdades federais, que são gratuitos, e fazem as escutas. “Essa é uma aposta, divulgar essas plataformas, as pessoas se inscreverem, podem ser escutados por pessoas desconhecidas, por psicólogos de outros lugares, que isso também tem feito diferença”, concluiu.

 

Galeria de Fotos

Share Button
Onde nos encontrar?

Av. Luís Tarquínio Pontes, n° 2576 Edifício Vilas Business, Sala 503, Bairro: Buraquinho, Lauro de Freitas-Bahia, CEP: 42.709-190

E-MAIL: 

institucional@ibdah.org.br

Horário de atendimento

De Segunda a Sexta: 07h às 17h

Siga-nos

© 2017 ibdah - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar.